NOTÍCIAS - DISQUE DENÚNCIA BAHIA

Três novos rostos passam a integrar o Baralho do Crime

Salvador, 11/10/2017

Mais três cartas são substituídas no Baralho do Crime em 2017. Os três novos nomes são de naipes diferentes e possuem mandados de prisão em aberto e vigentes, dois deles atuam em Salvador e o outro tem atuação em todo o Estado da Bahia, principalmente no Recôncavo Baiano.

Com atuação em Salvador, no bairro da Federação, Matheus Roberto Costa Souza o “Matheus Boca Preta”, passa a figurar o novo “oito de Copas”.  Ele é procurado por homicídio qualificado e substitui Adelson dos Santos Moreira Ramo.

Adriano Luiz Rocha Dantas, alcunha “Pé de Ferro”, é procurado por homicídio e sua área de atuação é na Liberdade. Passa a ser o novo “cinco de Paus” no lugar de Adriel Montenegro dos Santos, que se encontra preso.

O novo “três de Ouros” traz o rosto de Antonio Moreira da Costa Junior, apelidado de “Tentem” ou de “Júnior do gás”. Antonio é procurado por tráfico de drogas com atuação em todo o Estado da Bahia, principalmente nas cidades do Recôncavo Baiano como Sapeaçú, Castro Alves, Conceição do Almeida e ainda Feira de Santana. Ele substitui Venicio Bacellar Costa, o “Fofão” que foi preso no último dia 4. Fofão era um dos líderes do tráfico de drogas em Salvador, possuía vários mandados de prisão e teve participação direta em diversos homicídios.

Quem tiver alguma informação sobre um destes três procurados, deve ligar para a central do Disque Denúncia nos telefones (71) 3235-0000 se a ligação for efetuada da capital ou Região Metropolitana de Salvador, ou 181 se o denunciante estiver no interior do Estado. Ajude a polícia e fale com o Disque, o seu anonimato será garantido!

PROCURADOS

Líder do BDM faturou mais de R$ 3 milhões com organização criminosa

Salvador, 10/10/2017

IMAGEM_NOTICIA_0

Apontado como líder de uma organização criminosa, Venícius Bacellar Costa, o “Fofão”, faturou mais de R$ 3 milhões em três anos com ações de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e assaltos a bancos na Bahia. Ele foi preso no dia 4 de outubro em São Paulo e apresentado na manhã desta terça-feira (10), na Coordenadoria de Operações Especiais (COE), no Aeroporto Internacional de Salvador.

EKS_2870

“Ele era a principal liderança do grupo. O Fofão era o articulador. Era ele que direcionava as ações tanto do tráfico, quanto da lavagem de dinheiro. Todos os bens que ele possui estão em nome de familiares e terceiros, que eram utilizados como laranjas da quadrilha. De 2014 pra cá, ele já faturou mais de R$ 3 milhões com essas articulações criminosas”, declarou a delegada Andrea Ribeiro, coordenadora da Coordenação de Narcóticos do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco).

Fofão estava sendo procurado pela polícia desde agosto deste ano, quando foi deflagrada a Operação Balão Mágico. Na época, dez integrantes da quadrilha foram presos, dentre eles, a mãe e o irmão do acusado. Maria Auxiliadora Bacellar Costa foi presa com o filho, Wagner Bacellar Costa, e o sobrinho, André Luís Bacellar da França, além de um cunhado de Fofão.

Ainda de acordo com a delegada, a quadrilha atuava em municípios da região metropolitana de Salvador. “Ele fornecia drogas principalmente para as cidades de Camaçari e Simões Filho. Inclusive, grande parte dos indivíduos presos em agosto tem residência fixa em Jauá e Vila de Abrantes, ambas as localidades pertencentes à cidade de Camaçari”, disse.

QuadrilhaEKS_2910

Os dez suspeitos estavam em casa nas cidades de Camaçari, Salvador e Aracaju (SE), quando foram surpreendidos pelos policiais.

012

Além dos integrantes da família Bacellar, foram presos também Mariana Oliveira Costa, Geraildo Silva dos Santos, Daniela Santos Canuto, Caio Vinícius Nascimento Santos, e Sérgio de Jesus Lim; este último não era alvo da operação, mas estava com Geraildo quando os policiais chegaram e, por isso, foi preso em flagrante por porte ilegal de arma e tráfico de drogas.

Em Aracaju, os policiais capturaram Luís Henrique Oliveira de Freitas e Juliana Santos Teles da Silva. Todo esse grupo, exceto Sérgio, possuía mandado de prisão em aberto.

Na época, foram apreendidos com a quadrilha 13 armas, entre elas um fuzil M15, de fabricação norte-americana, calibre 556, nove pistolas dos calibres 9 milímetros, ponto 40, 45 e 380 e três revólveres calibres 38.

A investigação sobre a família Bacellar e os outros suspeitos começou em abril deste ano. Fofão é o 3 de ouro do Baralho do Crime – ferramenta criada pela SSP com a lista dos bandidos mais procurados do estado.

Prisão

Venícuis foi preso no dia 4 de outubro, em São Paulo. De acordo com a coordenadora do Draco, a prisão ocorreu quando ele e mais três comparsas se preparavam para assaltar uma residência no bairro do Morumbi, na capital paulista. Na ação, ele trocou tiros com policiais e foi baleado nas costas.

“Ele estava a bordo de um veículo roubado, prestes a assaltar uma mansão lá em São Paulo, quando foram abordados por policiais. Na ocasião, ele atirou contra os PMs e acabou sendo atingido por um tiro de fuzil e foi socorrido para o Hospital Bandeirantes, também em São Paulo”, explicou a titular. “Inclusive, no momento da prisão ele estava em posse de uma pistola”, completou.

Facção Criminosa 

Ele também é apontado como um dos líderes da facção criminosa Bonde do Maluco (BDM). Segundo a delegada, Venícius conhecia Diego Ferreira Figueredo, conhecido como “Açúcar”, morto durante troca de tiros com a polícia na área do bambuzal do aeroporto da capital baiana, na tarde de segunda-feira (9).

“Durante a investigação chegou a informação de que Fofão e Açúcar [Venicius e Diego] teriam participado de alguns roubos juntos, como à uma instituição financeira e uma mineradora, na cidade de Jacobina”, declarou.

Diego voltava de São Paulo e tentou sair do aeroporto, quando foi interceptado por equipes da Força-Tarefa da Secretaria da Segurança Pública, Batalhão de Choque, Esquadrão Águia e do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). Um comparsa dele, que o recebeu em um veículo Agile branco, reagiu à abordagem policial.

A dupla foi atingida, socorrida para o Hospital Menandro de Farias, em Lauro de Freitas, mas não resistiu aos ferimentos. Com eles foram apreendidas uma espingarda calibre 12 e uma pistola.

Fonte: Bocão News

Foragidos são surpreendidos na saída do Aeroporto

Salvador, 10/10/2017

Foragido da Justiça, responsável por roubos a bancos, homicídios e tráfico de drogas, Diego Ferreira Figueredo, mais conhecido como ‘Açúcar’ voltou de São Paulo, na tarde desta segunda-feira (9), e tentou sair do Aeroporto Internacional de Salvador, quando foi interceptado por equipes da Força-Tarefa da Secretaria da Segurança Pública, Batalhão de Choque, Esquadrão Águia e do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco). Um comparsa de Diego, que recebeu Diego em um veículo Agile branco, reagiu à abordagem policial.

A dupla foi atingida, socorrida para o Hospital Menandro de Farias, mas não resistiu aos ferimentos. Com eles foram apreendidas uma espingarda calibre 12 e uma pistola. Diego integra a quadrilha que tem como um dos líderes Vinicius Barcellar, conhecido como ‘Fofão’, capturado na capital paulista. Ele será conduzido à Salvador nesta terça-feira (10). Em agosto, outros dez criminosos da mesma quadrilha foram presos em uma megaoperação na região metropolitana de Salvador e em Aracaju.

Na ocasião 13 armas, entre elas um fuzil M15, de fabricação norte-americana, calibre 556, nove pistolas dos calibres 9 milímetros, ponto 40, 45 e 380 e três revólveres calibres 38. A polícia encontrou ainda R$ 85 mil, 21 kg de maconha.

“Esses são indivíduos de altíssima periculosidade, que fugiram para outro estado após fecharmos o cerco, mas não por muito tempo”, afirmou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Fonte: SSP


Página 31 de 210« Primeira...1020...2930313233...405060...Última »

@ 2017 - Todos os direitos reservados - Disque Denúncia Bahia - (71) 3235-0000 - 181 | DD181